Política de Privacidade

Política de privacidade do Microsoft Security Essentials

Última atualização: abril de 2013

A Microsoft tem o compromisso de proteger sua privacidade e, ao mesmo tempo, oferecer produtos com o desempenho, a capacidade e a praticidade que você deseja quando usa o computador. Esta política de privacidade explica muitas das práticas de coleta e uso de dados do Microsoft Security Essentials (o "produto"). Ela não se aplica a outros sites, produtos ou serviços da Microsoft, online ou offline.

O produto ajuda a proteger seu computador contra softwares mal-intencionados (malware), como vírus, spyware e outros softwares potencialmente prejudiciais.

Ele oferece três formas de ajudar a proteger seu computador contra malware e outros softwares potencialmente indesejados:

  • Proteção em tempo real. O produto avisa quando malware, spyware ou softwares potencialmente indesejados tentam se instalar ou ser executados em seu computador. Ele também o alertará quando um programa tentar alterar configurações importantes do Windows.

  • Opções de verificação. Você pode usar o produto para verificar se há ameaças, vírus, spyware e outros softwares potencialmente indesejados instalados no seu computador, agendar verificações frequentes e remover automaticamente qualquer software mal-intencionado que seja detectado durante uma verificação.

  • Detecção. Se for detectado software mal-intencionado em seu computador, certas ações serão executadas automaticamente para remover o software e proteger o computador contra outras possíveis infecções. Depois de remover automaticamente o software mal-intencionado, o produto também poderá redefinir algumas configurações do Windows (como sua página inicial e o provedor de pesquisa).

Coleta e uso das suas informações pessoais

Quando precisarmos de informações que o identificarem pessoalmente ou nos permitam contatá-lo, nós as solicitaremos explicitamente. As informações pessoais que coletamos serão usadas pela Microsoft e suas subsidiárias e afiliadas controladas para prestar os serviços ou realizar as transações solicitadas ou autorizadas, e também poderão ser usadas para solicitar informações adicionais sobre comentários feitos por você sobre o produto ou serviço utilizado, para fornecer atualizações críticas e notificações referentes ao software de pré-lançamento ou para melhorar o produto ou serviço (por exemplo, consultas de formulários de bug e pesquisa).

Exceto em relação ao descrito nesta declaração, as informações pessoais fornecidas não serão transferidas a terceiros sem o seu consentimento. Ocasionalmente contratamos outras empresas para fornecer serviços limitados em nosso nome, como responder perguntas de suporte sobre nossos produtos ou serviços ou análises estatísticas de nossos serviços. Ofereceremos a essas empresas apenas as informações pessoais necessárias para prestar o serviço e elas estão proibidas de usar essas informações para qualquer outra finalidade.

A Microsoft poderá acessar ou divulgar informações sobre você, inclusive o conteúdo de suas comunicações para: (a) cumprir a lei ou responder a solicitações legais ou processos legais; (b) proteger os direitos ou a propriedade da Microsoft ou dos clientes da empresa, incluindo o cumprimento de nossos contratos ou políticas que regem o seu uso dos serviços; ou (c) agir de boa-fé, na crença de que tal acesso ou divulgação é importante para proteger a segurança pessoal dos funcionários ou clientes da Microsoft ou do público em geral. Também podemos divulgar informações pessoais como parte de uma transação corporativa, como uma fusão ou venda de ativos.

Coleta e uso de informações sobre o seu computador

Este software contém recursos habilitados para a Internet que coletam determinadas informações padrão do seu computador ("informações de computador padrão") e as enviam à Microsoft. As informações de computador padrão incluem certas informações sobre o software e o hardware do computador, como seu endereço IP, sistema operacional, software navegador da Internet e versão. Os detalhes de privacidade de cada recurso do produto listado nesta política de privacidade revelam quais informações adicionais são coletadas e como elas são usadas.

As informações coletadas ou enviadas à Microsoft podem ser armazenadas e processadas nos Estados Unidos ou em qualquer país ou região em que a Microsoft ou suas afiliadas, subsidiárias ou provedores de serviços mantenham instalações. A Microsoft segue os princípios da Diretiva Safe Harbor estabelecidos pelo Departamento de Comércio dos EUA para coleta, uso e retenção de dados oriundos da União Europeia, da Área Econômica Europeia e da Suíça.

Configurações recomendadas

Se você escolher as configurações recomendadas durante a instalação, a proteção em tempo real será habilitada e a verificação automática ocorrerá semanalmente às 2:00 no domingo.

Segurança das informações

A Microsoft tem o compromisso de proteger a segurança de suas informações. Usamos uma variedade de tecnologias e procedimentos de segurança para ajudá-lo a proteger suas informações de acesso, uso ou divulgação não autorizados.

Para obter mais informações

A Microsoft agradece os comentários a respeito desta política de privacidade. Se você tem dúvidas sobre esta declaração ou acredita que deixamos de cumpri-la, entre em contato conosco usando nosso formulário da Web. Se você tiver uma dúvida técnica ou geral relacionada a suporte, visite http://support.microsoft.com para saber mais sobre as ofertas do Suporte da Microsoft.

Microsoft Privacy, Microsoft Corporation, One Microsoft Way, Redmond, Washington 98052 USA · 425-882-8080

Recursos específicos

Guia Histórico

O que este recurso faz: este recurso fornece uma lista de todos os malwares ou suspeitas de malware que o produto detectou no seu computador e as ações que foram executadas quando esses programas foram detectados. As informações exibidas na guia Histórico correspondem aos itens detectados para todos os usuários - não por usuário.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: uma lista de todos os malwares ou suspeitas de malware que o produto detectou no computador e as ações executadas nesses itens são armazenadas no computador. Essas listas incluem a atividade do produto para todos os usuários locais no computador. As listas são enviadas à Microsoft como parte do MAPS.

Opção e controle: as listas do Histórico podem ser excluídas pelo administrador do computador local. Por padrão, todos os itens são exibidos para todos os usuários. Para permitir que apenas o administrador do computador local exiba todos os itens, na guia Configurações, selecione a guia Avançado e desmarque a opção "Permitir que todos os usuários vejam os resultados completos do Histórico".

Microsoft Update

O que este recurso faz: o produto ativa a atualização automática do Windows Update e do Microsoft Update para ajudar a manter o computador em dia com as atualizações do Windows e outros softwares da Microsoft. Isso significa que qualquer software que use o Windows e o Microsoft Update será afetado por essa alteração. O Microsoft Update é essencial para fornecer a você as atualizações de definição de ameaça de malware mais recentes do produto.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: para obter mais informações sobre o Windows Update e o Microsoft Update, consulte a Declaração de Privacidade do Update Services em http://go.microsoft.com/fwlink?LinkID=76234.

Opção e controle: o Windows Update e o Microsoft Update são ativados por padrão para fornecer a você o software atual e as atualizações de assinatura de vírus. Posteriormente, se você quiser desativar as atualizações, poderá fazer isso nas configurações do Windows. Para saber como, veja a Declaração de Privacidade do Update Services em http://go.microsoft.com/fwlink?LinkID=76234.

Verificação automática de malware

O que este recurso faz: o produto inclui um recurso de verificação automática, que verifica o computador e faz um alerta caso detecte malware. Você pode ativar ou desativar a verificação automática, bem como alterar a frequência e o tipo das verificações, usando a guia Configurações do produto. Além disso, você poderá escolher as ações que serão automaticamente aplicadas ao software que o produto detectar durante uma verificação agendada. Para ameaças severas/altas, certas ações serão executadas automaticamente por padrão para remover o software mal-intencionado e proteger o computador contra outras infecções possíveis. Depois de remover automaticamente o software mal-intencionado, o produto também poderá redefinir algumas configurações do Windows (como sua página inicial e o provedor de pesquisa). Para ameaças baixas/médias, nós solicitaremos que você execute uma ação. Para modificar as ações adotadas em resposta a essas ameaças, consulte a seção Opção e controle abaixo.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: uma lista de todos os malwares ou suspeitas de malware que o produto detectou no computador e as ações executadas nesses itens são armazenadas no computador. Essas listas incluem a atividade do produto para todos os usuários locais no computador. As listas são enviadas à Microsoft como parte do MAPS.

Opção e controle: embora não seja recomendável, você pode desativar a verificação automática usando a guia Configurações do produto. Também é possível configurar as ações executadas para cada nível de ameaça no painel "Configurações" do produto.

Proteção em tempo real

O que este recurso faz: o recurso de proteção em tempo real do produto avisa quando vírus, spyware e outros softwares potencialmente indesejados tentam se instalar ou ser executados em seu computador. Para ameaças severas/altas, certas ações serão executadas automaticamente por padrão para remover o software mal-intencionado e proteger o computador contra outras infecções possíveis. Depois de remover automaticamente o software mal-intencionado, o produto também poderá redefinir algumas configurações do Windows (como sua página inicial e o provedor de pesquisa). Para ameaças baixas/médias, nós solicitaremos que você execute uma ação. Para modificar as ações adotadas em resposta a essas ameaças, consulte a seção Opção e controle abaixo.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: uma lista de todos os malwares ou suspeitas de malware que o produto detectou no computador e as ações executadas nesses itens são armazenadas no computador. Essas listas incluem a atividade do produto para todos os usuários locais no computador. As listas são enviadas à Microsoft como parte do MAPS.

Opção e controle: embora não seja recomendável, você pode desativar a proteção em tempo real usando a guia Configurações do produto. Também é possível configurar as ações executadas para cada nível de ameaça no painel "Configurações" do produto.

Extensão de shell

O que este recurso faz: a extensão de shell é uma ferramenta de verificação que permite a você selecionar arquivos e/ou pastas específicos e verificá-los usando o produto.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: uma lista de todos os malwares ou suspeitas de malware que o produto detectou no computador e as ações executadas nesses itens são armazenadas no computador. Essas listas incluem a atividade do produto para todos os usuários locais no computador. As listas são enviadas à Microsoft como parte do MAPS.

Opção e controle: o recurso de extensão de shell é uma ferramenta manual que você pode optar por usar ou não.

Microsoft Active Protection Service (MAPS)

O que esse recurso faz: o MAPS (Microsoft Active Protection Service) ajuda a proteger melhor seu computador baixando automaticamente novas assinaturas para malwares recentemente detectados e monitorando o status de segurança do computador. O MAPS informa a Microsoft sobre malwares e outras formas de software potencialmente indesejado, assim como erros encontrados nos produtos. Se um relatório MAPS incluir detalhes sobre malware ou software potencialmente indesejado que o produto possa remover, o MAPS baixará a assinatura mais recente para resolver o problema. O MAPS também pode encontrar "falsos positivos" (onde algo originalmente identificado como malware na verdade não é) e corrigi-los.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: esse recurso envia relatórios sobre erros, malware e software potencialmente indesejado à Microsoft. Esses relatórios incluem informações sobre os arquivos ou aplicativos em questão, como nome do arquivo, hash criptográfico, fornecedor, tamanho e registro automático de data. Além disso, o MAPS pode coletar URLs completas para indicar a origem do arquivo, que podem, ocasionalmente, conter informações pessoais, como termos de pesquisa ou dados inseridos em formulários. Além disso, o MAPS pode coletar os endereços IP aos quais os possíveis arquivos de malware podem se conectar. Os relatórios também podem incluir as ações que foram aplicadas quando o produto o notificou de que o software foi detectado. Os relatórios MAPS incluem essas informações para ajudar a Microsoft a avaliar a eficácia do produto em detectar e remover malware e software potencialmente indesejado.

Se o produto e o MAPS estiverem ambos habilitados no computador, os relatórios do MAPS serão enviados automaticamente à Microsoft quando o produto:

  • detectar softwares ou alterações no seu computador feitas por softwares cujos riscos ainda não foram analisados;

  • agir contra o malware (como parte de sua correção automática) na detecção;

  • concluir uma verificação agendada e aplicar automaticamente ações ao software que detectar, conforme suas configurações; ou

  • encontrar um erro ou outro problema.

Se o MAPS relatar um novo malware à Microsoft que o produto possa remover, novas assinaturas serão baixadas automaticamente para o computador, ajudando a protegê-lo mais rapidamente contra ameaças potenciais.

A Microsoft usa relatórios de erros para ajudar o produto a funcionar conforme se pretende. O objetivo é ajudar a proteger seu computador contra ameaças potenciais.

Você pode ingressar no MAPS com uma associação básica ou avançada. Por padrão, você é incluído na associação básica. O relatório do membro básico contém as informações descritas nesta seção. Os relatórios do membro avançado são mais abrangentes e podem, ocasionalmente, conter informações pessoais, como caminhos de arquivo e despejos parciais de memória. Esses relatórios, bem como relatórios de outros usuários participantes do MAPS, ajudam nossos pesquisadores a descobrir novas ameaças mais rapidamente. As definições de malware são criadas para os aplicativos que atendem aos critérios da análise, e as definições atualizadas são disponibilizadas para todos os usuários pelo Windows Update.

Para ajudar a proteger sua privacidade, os relatórios enviados à Microsoft são criptografados.

Para ajudar com a detecção e correção de determinados tipos de infecções por malware, o produto envia regularmente ao MAPS algumas informações sobre o estado de segurança do seu computador. Essas informações incluem configurações de segurança do computador e arquivos de log que descrevem os drivers e outros softwares que são carregados enquanto o computador inicia. Um número que identifica exclusivamente o computador também é enviado.

Uso das informações: os relatórios do MAPS são usados para aprimorar os softwares e serviços da Microsoft. Eles também podem ser usados para análises estatísticas ou outros testes ou propósitos analíticos e para gerar definições. O acesso aos relatórios é permitido somente aos funcionários, prestadores de serviços, parceiros e fornecedores da Microsoft que necessitam das informações contidas neles. O MAPS não coleta informações pessoais de forma intencional. Mesmo que qualquer informação pessoal seja coletada pelo MAPS, a Microsoft não usará essa informação para identificar ou entrar em contato com você.

Opção e controle: você poderá escolher sua associação ao MAPS — básica ou avançada — a qualquer momento usando a guia "Configurações" no produto. Observe que o MAPS funcionará apenas se o produto tiver sido habilitado no seu computador.

Quando o produto for atualizado, a Microsoft respeitará suas configurações até você fazer uma alteração.

Envio de amostra automático

O que este recurso faz: o produto contém funcionalidades que podem identificar determinados arquivos como potencialmente indesejados e solicitar informações adicionais para fazer uma avaliação. Como descrito abaixo, esse recurso enviará automaticamente tais arquivos sem avisar todas as vezes que tal ação for recomendada.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: esse recurso envia arquivos específicos de seu computador que o produto suspeita ser software potencialmente indesejado. O relatório é usado para análise posterior. Esses relatórios poderão incluir informações sobre os arquivos ou aplicativos em questão, como nome do arquivo, hash criptográfico, fornecedor, tamanho e registro automático de data. Os relatórios também podem incluir as ações que foram aplicadas quando o produto o notificou de que o software foi detectado.

Os relatórios de amostra podem ser automaticamente enviados à Microsoft quando o produto detecta softwares ou alterações em seu computador feitas pelo software cujos riscos ainda não foram analisados quando os seguintes itens estão habilitados:

  • Envio de amostra automático

  • MAPS

A Microsoft usa relatórios de amostra para ajudar o produto a funcionar conforme se pretende. O objetivo é ajudar a proteger seu computador contra ameaças potenciais.

Para ajudar a proteger sua privacidade, os relatórios enviados à Microsoft são criptografados.

Uso das informações: os relatórios de amostra são usados para aprimorar os softwares e serviços da Microsoft. Eles também podem ser usados para análises estatísticas ou outros testes ou propósitos analíticos e para gerar definições. O acesso aos relatórios é permitido somente aos funcionários, prestadores de serviços, parceiros e fornecedores da Microsoft que necessitam das informações contidas neles. Os relatórios de amostra não coletam informações pessoais de forma intencional. Mesmo que os relatórios de amostra coletem informações pessoais, a Microsoft não usará essas informações para identificar ou entrar em contato com você.

Opção e controle: ao instalar o programa pela primeira vez, você será inscrito automaticamente nesse recurso, por padrão, durante a instalação. Para recusar, você pode desmarcar a caixa ao lado de "Ativar envio de amostra automático" durante a instalação ou pode recusar posteriormente nas configurações do produto. Para desativar esse recurso, vá para a guia "Configurações" no produto, selecione "Avançado" na barra da esquerda e desmarque a caixa ao lado de "Enviar amostras de arquivo automaticamente quando mais análise for necessária". Os envios de amostra automáticos funcionarão quando o produto for habilitado em seu computador e você estiver registrado no MAPS em um nível básico ou avançado.

Durante uma atualização, pode ser perguntado se você quer ativar o envio de amostra automático. A Microsoft respeitará suas configurações até você fazer uma alteração.

Programa de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário

O que este recurso faz: o CEIP (Programa de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário) coleta informações básicas sobre sua configuração de hardware e o modo como você usa nosso software e nossos serviços para identificar tendências e padrões de uso. O CEIP também coleta o tipo e o número de erros encontrado, o desempenho de software e hardware e a velocidade dos serviços. Não vamos coletar seu nome, endereço ou outras informações de contato.

Informações coletadas, processadas ou transmitidas: para saber mais informações sobre as informações coletadas, processadas ou transmitidas pelo CEIP, veja a política de privacidade do CEIP em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=52097.

Uso das informações: nós usamos essas informações para aprimorar a qualidade, a confiabilidade e o desempenho dos softwares e serviços da Microsoft.

Opção/Controle; o CEIP está desativado por padrão. Você tem a oportunidade de participar do CEIP durante a instalação. Se optar por participar e depois mudar de ideia, você poderá desativar o CEIP a qualquer momento usando a caixa de diálogo de tempo de execução Recusar do CEIP. No menu Ajuda, abra o link denominado “Programa de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário” e marque o botão ‘Não ingressar’.