Seguem-se as respostas a algumas perguntas frequentes sobre a ripagem de CDs no Windows Media Player. Se não encontrar a sua pergunta aqui, consulte Windows Media Player: perguntas mais frequentes.

Mostrar tudo

O que é ripar?

Ripar é o processo de copiar canções de um CD de áudio para o computador. Durante o processo de ripagem, o Media Player comprime cada uma das canções e guarda-as no disco rígido como um ficheiro Windows Media Audio (WMA) ou MP3. Depois disso, pode sincronizar os ficheiros para um leitor de música portátil, gravar os ficheiros para um CD de mistura, adicionar os ficheiros a uma lista pessoal ou simplesmente reproduzir os ficheiros sem ter de localizar e inserir o CD.

O que acontece se decidir aplicar protecção de cópia à música que ripei?

Se aplicar protecção de cópia às faixas que ripou de um CD, os ficheiros ripados ficarão protegidos, o que significa que os direitos de utilização de multimédia serão necessários para reproduzir, gravar ou sincronizar os ficheiros. Se copiar os ficheiros para outro computador e tentar utilizá-los, pode ser-lhe pedido que transfira os respectivos direitos de utilização de multimédia para esse computador. Existe um número limitado de situações em que pode transferir os direitos de utilização de multimédia para os ficheiros ripados.

Se pretender utilizar a música ripada em vários computadores, não aplique protecção de cópia aos ficheiros. Se pretender limitar a distribuição de quaisquer canções que ripou, active a protecção de cópia antes de ripar. Note que não é possível remover a protecção de cópia de um ficheiro depois de ser sido aplicada. A protecção de cópia só está disponível quando ripa música para um formato WMA (Windows Media Audio). Para informações sobre activação e desactivação de protecção de cópia, consulte Alterar as definições para ripar música.

Onde posso encontrar os ficheiros que ripei?

Os ficheiros ripados são adicionados automaticamente à biblioteca do Media Player. No computador, os ficheiros estão localizados na pasta especificada no separador Ripar Músicas da caixa de diálogo Opções. Esta pasta pode ser alterada em qualquer altura.

Posso alterar o nome ou mover ficheiros que já tenha ripado?

Sim. Se alterar a convenção de nomenclatura ou a pasta de armazenamento para os ficheiros ripados, também pode aplicar as alterações aos ficheiros que ripou anteriormente. Para isso, seleccione as caixas de verificação Mudar o nome aos ficheiros de música, utilizando as definições para ripar música e Reorganizar a música na pasta de ripar, utilizando as definições para ripar música no separador Biblioteca da caixa de diálogo Opções. Quando efectuar este procedimento, será alterado o nome de cada ficheiro e cada ficheiro será movido da próxima vez que forem obtidas ou editadas as informações de multimédia do ficheiro.

Posso alterar o formato ou a velocidade de transmissão dos ficheiros que já ripei?

Não é possível utilizar o Media Player para alterar o formato (por exemplo, de WMA para MP3) ou a velocidade de transmissão dos ficheiros anteriormente ripados.

Posso ouvir música enquanto estou a ripar?

Sim. É possível ouvir qualquer um dos seguintes conteúdos enquanto ripa música: o CD que está a ripar, outro conteúdo na biblioteca, outros CDs de áudio se tiver múltiplas unidades de CD ou DVD ou conteúdo transmitido em sequência a partir da Internet. Se os ficheiros de música ripados tiverem defeitos de áudio, tais como saltos, ruídos ou outros problemas, deve ripar a música novamente e evite efectuar outras tarefas no computador durante o processo.

Posso copiar o conteúdo de um DVD de vídeo para o computador utilizando o Media Player?

Não. O Windows Media Player 11 não suporta a cópia de conteúdos multimédia protegidos contra cópia, tais como DVDs de vídeo.

Nota

  • A utilização e/ou duplicação não autorizada de material protegido por direitos de autor poderá constituir uma violação da legislação de direitos de autor nos Estados Unidos e/ou noutros países/regiões. O material protegido por direitos de autor inclui, mas não se limita a, software, documentação, gráficos, letras, fotografias, ClipArt, animações, clips de vídeo e filmes, bem como som e música (incluindo MP3 codificados). A violação da legislação de direitos de autor norte-americana e internacional poderá dar lugar à aplicação de significativas sanções civis e/ou criminais.