Conheça o funcionamento da rede doméstica no Windows 7

Partilhar ficheiros e impressoras em casa nunca foi tão fácil

Grupo Doméstico, uma melhor forma de partilhar.
Grupo Doméstico, uma melhor forma de partilhar.

Está no seu sofá com um portátil e visita uma página Web que quer imprimir, mas a impressora de jacto de tinta está no andar de cima da sua casa.

Ou, por exemplo, está a fazer um boletim familiar e necessita de um instantâneo que está no PC do seu marido.

Não é necessário subir as escadas ou pedir ao seu marido que lhe envie a fotografia por correio eletrónico. O Windows 7 tem uma forma melhor. Esta forma é denominada Grupo Doméstico e simplifica a partilha de imagens, música e até impressoras USB na sua rede doméstica.

O que precisa:

Basta premir um botão

O Grupo de Doméstico é apenas uma das formas que o Windows 7 tem para simplificar as redes domésticas. O Windows Connect Now é outra forma. Esta funcionalidade permite configurar uma rede doméstica sem fios premindo apenas um botão; basta comprar um router Wi-Fi que tenha um autocolante "Compatível com o Windows 7".

Após a rede estar configurada, o novo menu Ver Redes Disponíveis simplifica a ligação. Localizado na barra de ferramentas, apresenta todas as suas opções Wi-Fi, banda larga móvel, acesso telefónico ou VPN empresarial, numa única vista. Mais um par de cliques e já está.

A simplicidade da partilha

Como é óbvio, a partilha é que faz com que uma rede doméstica se torne prática. É neste aspeto que o Grupo Doméstico ganha importância.

A configuração é simples. As caixas de verificação permitem selecionar quais as bibliotecas que quer partilhar: Imagens, Documentos, Música ou Vídeos. Se tiver uma impressora ligada a um PC, também a pode partilhar. Em seguida, é atribuída uma palavra-passe secreta ao grupo doméstico, pelo que apenas o utilizador e as pessoas em que confia lhe podem aceder.

Facilidade para as famílias

Criar um grupo doméstico é semelhante a criar um pequeno clube exclusivo, o que é especialmente prático para as famílias.

A música, por exemplo, é algo que toda a família pode partilhar. Para coisas que apenas um adulto deve ver, por exemplo, os extratos bancários ou as listas de compras de Natal, a opção de partilha constitui uma forma rápida de tornar determinados ficheiros disponíveis apenas para pessoas específicas.