Porquê uma rede?

Como pode uma rede informática ser útil

Por Gloria Boyer

Já pensou a que se deve toda a emoção que as redes domésticas estão a provocar? Simplificando, uma rede liga um ou mais computadores e permitem que os mesmos “falem” entre si. Esta ligação possibilita todos os tipos de processos:

  • Partilhar ficheiros. Pode aceder a ficheiros noutras redes informáticas. Isto pode ser muito útil, por exemplo, quando está a pagar contas num portátil na sua sala de estar e necessita de um ficheiro que está no computador do seu escritório doméstico. Com uma rede, pode aceder a esse ficheiro sem ter de se deslocar fisicamente até ao outro computador. É tudo controlado por si: com uma rede, pode partilhar aquilo que pretende partilhar e manter privado aquilo que pretende manter privado.

  • Transmissão de media streaming. A transmissão de media streaming refere-se ao processo de envio de multimédia digital, tal como fotografias, música ou vídeo através de uma rede para um dispositivo que pode reproduzir multimédia. Por exemplo, pode ver as suas fotografias ou filmes em alguns televisores da geração actual ou pode reproduzir música em alguns receptores de estéreo compatíveis que estejam ligados à sua rede.

  • Partilhar uma ligação à Internet. Pode partilhar uma ligação de banda larga à Internet, o que implica que não é necessário adquirir uma conta separada da Internet para cada computador.

  • Jogar jogos do Windows. Pode jogar jogos de computador com outras pessoas na Internet e até pode ligar consolas de jogos (tais como Microsoft Xbox, Nintendo Wii e Sony PlayStation) à sua rede.

  • Partilhar uma impressora. Em vez de comprar uma impressora para ligar a cada computador, pode utilizar uma impressora e ligá-la à rede. Assim, todos os utilizadores da rede a poderão utilizar.

Optar pela ligação sem fios e libertar-se da secretária

As redes podem ser com fios, o que significa que os computadores são ligados utilizando cabos, ou sem fios, o que significa que as ligações são efectuadas utilizando ondas de rádio, através do ar.

Com uma rede sem fios, não tem de estar preso à sua secretária para executar tarefas noutro computador. E não tem de sair de onde quer estar para utilizar a Internet, porque está tudo em sua casa. Se tiver uma rede sem fios, terá a liberdade de se movimentar por toda a casa com um portátil. Se for o caso, até pode levar o portátil para o jardim e ler as suas mensagens de correio electrónico à sombra de uma macieira. É impossível não gostar da ideia, não é?

Ilustração de uma rede sem fios com uma ligação à Internet partilhada
Rede sem fios com uma ligação à Internet partilhada

Com uma rede sem fios, pode ter computadores em qualquer lugar da casa sem necessidade de cabos para os ligar entre si. A instalação dos cabos nas paredes é cara e não é bonita, além de poder provocar quedas se alguém tropeçar neles se estiverem no chão, pelo que, quanto menos cabos houver em sua casa, melhor!

O preço a pagar pela liberdade e a mobilidade de uma rede sem fios é pequeno: uma rede com fios é um pouco mais rápida. Mas a maioria das pessoas fica satisfeita com a velocidade de uma rede sem fios. (Se quiser jogar jogos online muito complicados, pode preferir a velocidade de uma ligação com fios.)

Se comprar um router sem fios (o "repetidor" que mantém todos os seus computadores ligados entre si e à Internet), os computadores podem continuar a ter ligações com fios ao router, mas terá a opção de ligação sem fios se a desejar no futuro. Mesmo que não tenha um portátil actualmente e, por conseguinte não tenha nenhuma necessidade real de uma rede sem fios, pode sempre vir a precisar de uma. Estar preparado para a liberdade da ligação sem fios é a melhor opção.

O que é necessário para configurar uma rede sem fios?

O Windows 7 simplifica, mais do que nunca, a criação de uma rede sem fios doméstica. Eis o que é necessário:

Não hesite e observe a utilidade de uma rede doméstica.

Acerca da autora

Imagem da colunista Gloria Boyer

Gloria Boyer é redactora da equipa do Windows na Microsoft. Anteriormente era administradora de rede, agora escreve sobre o funcionamento em rede do Windows. É também poetisa, pintora, dançarina, malabarista, jardineira, amante de gatos e não é especialmente alta.



Tem algum comentário para este colunista? Introduza os seus comentários utilizando a ferramenta abaixo. (Verá a caixa de comentários depois de clicar num dos botões.) Note que, embora o colunista leia os seus comentários, não são possíveis respostas pessoais devido ao volume de comentários recebidos.