Demonstração: Gravar um CD ou DVD

Imagem de uma bobina de película

Veja esta demonstração para aprender a gravar um CD ou DVD no Windows Vista.

Leia a transcrição

Quando tiro muitas fotografias nas férias, faço normalmente uma cópia para um CD ou DVD que envio aos meus pais. Apesar de tudo, os CDs e DVDs são a maneira como tendemos a partilhar com os outros esses dias.

Olá. Sou o Dave Johnson, um escritor da equipa do Windows na Microsoft e vou mostrar-vos como se gravam ficheiros num CD e num DVD. Na verdade é muito fácil... apenas precisa de um disco em branco e um computador com uma unidade gravável: algo que possa utilizar para copiar ou "gravar" ficheiros num CD ou DVD.

Agora, antes de começar, precisa de saber como vai eventualmente utilizar estes ficheiros. O que vamos fazer é algo que é muitas vezes chamado um "disco de dados". Trata-se de um disco que pode ser partilhado com qualquer pessoa. Mas se na verdade o que pretende fazer com o disco é reproduzir algo... como um CD de áudio ou um DVD de vídeo, quererá utilizar um programa mais especializado, algo como o Windows Media Player ou o Windows Movie Maker.

Para começar, insira o disco na unidade de disco gravável do computador.

A Reprodução Automática será a primeira coisa a ser apresentada. Esta apresenta-lhe uma lista de opções com base no que foi inserido no computador. Poderá ver todo o tipo de opções, mas apenas deve clicar na opção Gravar ficheiros no disco utilizando o Windows.

A caixa de diálogo Gravar um Disco será iniciada. Ignore as opções e clique apenas em Seguinte. Não se preocupe, voltaremos aqui mais tarde para ver as opções.

Agora, aguarde um momento enquanto o Windows formata o CD. O Windows está a preparar o disco para poder armazenar os dados. A formatação deverá demorar apenas alguns segundos e, em seguida, poderá ver esta janela de pasta vazia.

A única coisa que terá de fazer é escolher os ficheiros que pretende copiar e arrastá-los para a janela de pasta. Eu pretendo escolher algumas fotografias, por isso, vou até ao menu Iniciar e abrir a pasta Imagens. Vou seleccionar algumas mensagens e arrastá-las para a janela da pasta do CD. Repare que os ficheiros são copiados assim que são arrastados para aí. Agora, vamos, por exemplo, adicionar mais alguns ficheiros a este CD. Abra simplesmente a pasta pretendida e arraste mais ficheiros. Assim, vou regressar à pasta Imagens e escolher algumas outras imagens. Mais uma vez, repare que posso seleccionar apenas algumas mensagens, arraste-as para a janela da pasta e elas também serão copiadas imediatamente.

Quando tiver terminado, prima o botão de ejecção da unidade e o Windows fechará automaticamente a sessão—isso significa que o Windows está a preparar o disco para poder ser utilizado noutros computadores. Pode ver aqui a notificação.

Em seguida, se alguma vez quiser adicionar mais ficheiros a esse disco, tem apenas de voltar a inseri-lo no computador, arrastar os ficheiros para a janela da pasta e ejectá-lo quando tiver terminado. O Windows vai fechar automaticamente a sessão para poder utilizar o disco noutros computador.

Já está! Terminou! Esse disco vai funcionar sem problemas em computadores com o Windows XP e o Windows Vista. Mas se alguma vez quiser utilizar um disco noutro tipo de computador, então precisará de definir uma opção diferente.

Recorda-se deste ecrã? Quando decide pela primeira vez gravar um disco com o Windows, clique em Mostrar Opções de Formatação. Em vez da predefinição Sistema de Ficheiros Live, desta vez, clique em Mastered e, em seguida, clique em Seguinte.

Vai aparecer também uma pasta para onde pode arrastar os ficheiros, por isso, vamos fazer o mesmo que fizemos da última vez. Irei para o menu Iniciar, selecciono Imagens e arrastaremos duas imagens da pasta Imagens para a janela de pasta do CD. No entanto, quando o fizer, tome atenção à notificação. está a recordar-lhe que tem de clicar em Gravar em disco para concluir o CD. Por isso, quando estiver pronto, clique em Gravar em Disco e os ficheiros serão copiados para o disco imediatamente. Ejecte o disco quando tiver terminado. O Windows não precisará de fechar sessões desta vez.

É aconselhável que utilize o método predefinido para gravar discos na maior parte das situações. É mais rápido e mais fácil do que o método "mastered" que acabámos de ver e tem também outras vantagens. Poderá ler uma descrição de ambos os métodos no Centro de Ajuda e Suporte, se quiser saber mais.

É assim que pode gravar um disco de dados utilizando o Windows Vista.