Definições de importação de vídeo: perguntas mais frequentes

Seguem-se as respostas a algumas perguntas comuns sobre as definições de importação de vídeo em Importar Vídeo

Mostrar tudo

O que são formatos de vídeo?

O formato de vídeo escolhido determina o tipo de ficheiro de vídeo. Isto permite-lhe decidir o tipo de ficheiro para o vídeo resultante importado de uma cassete digital para o computador quando utiliza a função Importar Vídeo.

Quais são os formatos de vídeo que posso escolher?

Pode optar por importar vídeo de uma cassete como um ficheiro de Vídeo do Windows Media (WMV) ou como um ficheiro que utiliza o formato predefinido para o dispositivo de vídeo digital (DV), tal como um ficheiro de vídeo Audio Video Interleaved (AVI). Também pode optar por permitir que a função Importar Vídeo crie um ficheiro WMV para cada clip existente na cassete. Por exemplo, se existirem oito clips na cassete, a função Importar Vídeo pode criar oito ficheiros WMV separados.

Que factores devo ter em consideração quando escolher o formato de vídeo para vídeo importado?

A lista que se segue sugere alguns aspectos a ter em linha de conta na escolha de um formato de vídeo.

  • Programa de edição de vídeo que planeia utilizar para editar o vídeo importado. Opte por importar o vídeo num formato de vídeo que seja suportado pelo programa de edição de vídeo que tenciona utilizar. Por exemplo, se o programa de edição de vídeo suportar a edição de ficheiros de vídeo AVI ou ficheiros MPEG-2, escolha Audio Video Interleaved (ficheiro único). Se tenciona utilizar um programa de edição de vídeo que suporte a edição de ficheiros WMV e planear utilizar clips individuais no vídeo editado, escolha Vídeo Windows Media (um ficheiro por cena).

  • Planos para voltar a gravar o filme final em cassete. Se tenciona voltar a gravar, eventualmente, o filme editado final em cassete, escolha Audio Video Interleaved (ficheiro único).

  • Espaço disponível no disco rígido. Se tiver grandes quantidades de vídeo e áudio para importar para o computador, tenha em atenção o espaço disponível existente no disco rígido. Por exemplo, se optar por importar o vídeo como um ficheiro AVI, uma hora de vídeo consumirá cerca de 13 gigabytes (GB) de espaço no disco rígido, ao passo que a mesma duração de vídeo importado e guardado como um ficheiro WMV consumirá, aproximadamente, 1 GB de de espaço no disco rígido.

  • Proporção do vídeo original na cassete. Dependendo das definições da câmara DV e da câmara na altura em que o vídeo original foi gravado em cassete, o vídeo poderá gravado com base numa proporção de 16:9 (ecrã panorâmico) ou 4:3 (padrão). Escolha um formato de vídeo e uma definição de proporção na função Importar Vídeo igual à do vídeo gravado na cassete.

  • Recursos de sistema do computador. Se tiver um computador com recursos de sistema limitados, tal como um processador mais lento, menos RAM ou um disco rígido que não tenha muito espaço livre disponível no disco, considere importar o vídeo como um ficheiro de WMV, em vez de utilizar o formato AVI. Desta forma, poderá ajudar a evitar problemas na importação de vídeo, tal como a perda de fotogramas de vídeo.

  • Fotogramas perdidos. Se tenciona permitir a perda de fotogramas durante o processo de importação, escolha Audio Video Interleaved (ficheiro único). Se quiser evitar a perda de fotogramas de vídeo, considere importar o vídeo como um ficheiro WMV.

O que determina a quantidade de ficheiros de vídeo que serão criados quando proceder à importação de vídeo?

Quando opta por importar o vídeo como múltiplos ficheiros WMV, a função Importar Vídeo reconhece os pontos no vídeo onde ocorrem quebras de cenas e cria um ficheiro WMV separado para cada clip. Quando opta por importar a cassete como um ficheiro WMV ou AVI único, o vídeo importado de uma câmara DV é normalmente importado e guardado como um ficheiro de vídeo no computador. No entanto, por vezes, são criados vários ficheiros de vídeo devido a um dos seguintes motivos:

  • Alterações no formato do vídeo contido na cassete. Se o vídeo contido na cassete foi originalmente gravado num determinado formato de vídeo e, em seguida, tiver sido alterado para outro formato de vídeo, será criado um novo ficheiro de vídeo sempre que o formato do vídeo gravado indicar alterações. Por exemplo, se uma parte do vídeo foi gravada no formato de vídeo NTSC e a parte seguinte do vídeo na cassete tiver sido gravada no formato de vídeo PAL, será criado um novo ficheiro de vídeo quando o vídeo gravado mudar de NTSC para PAL.

  • Alterações na proporção do vídeo contido na cassete. Se o vídeo contido na cassete foi originalmente gravado com base numa determinada proporção e, em seguida, tiver sido alterado para outra proporção, será criado um novo ficheiro de vídeo sempre que a proporção do vídeo gravado indicar alterações. Por exemplo, se uma parte do vídeo foi gravada numa proporção 16:9 (ecrã panorâmico) e, em seguida, a definição de gravação na câmara tiver sido alterada para 4:3 (padrão), será criado um novo ficheiro de vídeo quando o vídeo gravado mudar de 16:9 para 4:3.