Sinais de TV suportados pelo Windows Media Center


Com o Windows Media Center é possível ver e gravar TV em directo no computador. Para mais informações, consulte Ver TV no Windows Media Center e Gravar TV no Windows Media Center.

Os sinais de TV e a programação que pode ver e gravar dependem dos seguintes factores:

  • O tipo de sintonizador (ou sintonizadores) de TV ligado(s) ou instalado(s) no computador. É necessário um sintonizador de TV para ver e gravar TV no Media Center. Para mais informações, consulte O que devo saber antes de adicionar os sintonizadores de TV a usar com o Windows Media Center?

  • O tipo de sinal que tem ligado ao sintonizador de TV. Para mais informações, consulte TV no computador: compreender sinais de TV e sintonizadores de TV.

  • O tipo de sinais que consegue receber na sua localização.

  • O país ou região em que vive e a norma de transmissão utilizada.

  • O tipo de programação de TV que subscreve do seu fornecedor de cabo ou satélite.

  • O seu fornecedor de cabo ou satélite.

  • Os recursos de sistema disponíveis no computador. Isto inclui os recursos do sistema, tais como a velocidade do processador, memória e características da placa gráfica, bem como as ranhuras para cartões e portas USB disponíveis.

O Media Center suporta um conjunto de sinais de TV analógicos e digitais. Os sinais de TV analógicos incluem NTSC, PAL e SECAM. Normalmente, os sinais de TV analógicos são recebidos através de um cabo de televisão, enquanto os sinais de TV digitais (como ATSC, ISDB-T, DVB-T e DVB-S) são recebidos através de um cabo digital, de uma antena de ondas electromagnéticas ou via satélite. Os diversos tipos de sinais de TV digital incluem:

  • ATSC. Os sinais ATSC (Advanced Television Systems Committee) são um tipo comum de sinais digitais utilizados nos Estados Unidos. (Também são muito utilizados no Canadá, México e Coreia.) Os sinais ATSC devem ser visualizados no formato de ecrã panorâmico (16:9), com uma resolução máxima de 1920 × 1080 pixels.

  • NTSC. Os sinais NTSC (National Television System Committee) são um tipo de sinal descontinuado nos Estados Unidos como parte da transição para a TV digital em 2009. Se o seu sintonizador de TV só for compatível com o tipo de sinal NTSC poderá ainda conseguir receber um sinal de TV, conforme a sua região e fornecedor de serviços, mas não conseguirá receber um sinal de TV de uma antena de ondas electromagnéticas.

  • QAM. QAM (Quadrature Amplitude Modulation) é a norma de cabo digital nos Estados Unidos. Existem dois tipos de sinais QAM: QAM não encriptado (por vezes chamado ClearQAM) e QAM encriptado. A maior parte dos sintonizadores de TV compatíveis com QAM só funcionam com canais não encriptados. Normalmente, os conteúdos premium por cabo são encriptados, requerendo a utilização de um Sintonizador de Cabo Digital disponibilizado pelo seu fornecedor de cabo.

  • ISDB. ISDB (Integrated Services Digital Broadcasting) é o formato de transmissão de TV e áudio digital criado pelo Japão para permitir a conversão das estações de rádio e TV locais para o formato digital.

  • DVB-T. DVB-T (Digital Video Broadcasting Terrestrial) é a norma do consórcio europeu DVB para a transmissão de TV digital terrestre. O formato DVB-T é um formato digital largamente adoptado, suportado em todas as regiões. (Para o utilizar é necessário um sintonizador de TV DVB-T.) Para mais informações sobre o DVB-T, visite o Web site DVB.

    Se vive na Europa e tiver uma antena que suporte canais DVB-T, o Media Center poderá ter identificado canais que não recebe durante o processo de configuração do sinal de TV. Se tal ocorrer, poderá remover os canais que não recebe do Guia. Para saber como proceder, consulte Utilizar o Guia no Windows Media Center.

  • DVB-S. DVB-S (Digital Video Broadcasting Satellite) é o método de transmissão de TV digital via satélite utilizado na Europa e noutras partes do mundo. Independentemente de o sinal digital ser gratuito ou sujeito a subscrição, o Media Center requer uma caixa adaptadora para suportar esta norma de transmissão. O protocolo de transmissão via satélite DVB-S foi criado pelo Digital Video Broadcasting Project, uma organização sectorial que desenvolve tecnologias para a TV digital.

    A TV por satélite é um sistema de TV cujo sinal é transmitido para um satélite em órbita que recebe o sinal, o amplifica e o transmite de volta para a Terra. Os sinais de TV por satélite constituem um formato digital, embora a maior parte dos televisores nos Estados Unidos possuam formato analógico. Para permitir a reprodução num sinal de TV analógico, o receptor de TV por satélite converte o sinal digital num formato analógico que é reconhecido e reproduzido por televisores padrão. Existem dois tipos de sinal digital para a TV por satélite:

    • Gratuito. DVB-S é o tipo de sinal principal da TV por satélite gratuita. Este tipo de conteúdos de programa encontra-se disponível em todo o mundo, sendo popular na Europa.

    • Sujeito a subscrição. A maior parte dos sinais de TV por satélite DTH (direct-to-home) são encriptados, só podendo ser vistos mediante o pagamento de uma subscrição. Os subscritores recebem caixas descodificadores dos fornecedores de TV para desencriptar os sinais dos programas encriptados. O Windows Media Center suporta o conteúdo DTH por satélite através da caixa descodificadora do fornecedor de TV.

ID do Artigo: MSW700019



Precisa de mais ajuda?