O que significam as colunas de memória do Gestor de Tarefas?


No Gestor de Tarefas, pode monitorizar processos em execução no computador, adicionando colunas às informações apresentadas no separador Processos. Estas colunas apresentam informações sobre cada processo, tal como a quantidade de recursos da unidade central de processamento (CPU) e memória que o processo está actualmente a utilizar.

  1. Abra o Gestor de Tarefas clicando com o botão direito do rato na barra de tarefas e clicando em Iniciar o Gestor de Tarefas.

  2. Clique no separador Processos. O Gestor de Tarefas mostra os processos actualmente em execução sob a sua conta de utilizador. Para mostrar os processos em execução para todos os utilizadores, clique em Mostrar processos de todos os utilizadores. São necessárias credenciais de administrador Se lhe for pedida uma palavra-passe de administrador ou uma confirmação, escreva a palavra-passe ou forneça a confirmação.

  3. Para adicionar mais colunas, clique em Ver e, em seguida, clique em Seleccionar Colunas. Seleccione as caixas de verificação para as colunas que pretende ver e, em seguida, clique em OK.

Coluna Descrição
Coluna

PID (Process Identifier)

Descrição

Um número que identifica de forma exclusiva um processo enquanto este é executado.

Coluna

Nome de Utilizador

Descrição

A conta de utilizador sob a qual o processo está a ser executado.

Coluna

ID da Sessão

Descrição

Um número que identifica o proprietário do processo. Quando existem vários utilizadores com sessão iniciada, cada utilizador tem um ID de sessão exclusivo.

Coluna

Utilização da CPU

Descrição

A percentagem de tempo que um processo utilizou a CPU desde a última actualização (listada como CPU no cabeçalho da coluna).

Coluna

Tempo de CPU

Descrição

O total de tempo do processador, em segundos, utilizado por um processo desde que foi iniciado.

Coluna

Memória - Conjunto de Trabalho

Descrição

Tamanho da memória no conjunto de trabalho privado acrescida da quantidade de memória que o processo está a utilizar que pode ser partilhada por outros processos.

Coluna

Memória - Conjunto de Trabalho de Pico

Descrição

Tamanho máximo de memória do conjunto de trabalho utilizada pelo processo.

Coluna

Memória - Delta do Conjunto de Trabalho

Descrição

Tamanho da variação na memória do conjunto de trabalho utilizada pelo processo.

Coluna

Memória - Conjunto de Trabalho Privado

Descrição

Subconjunto do conjunto de trabalho que descreve especificamente a quantidade de memória que um processo está a utilizar que não pode ser partilhada por outros processos.

Coluna

Memória - Tamanho de Consolidação

Descrição

Tamanho da memória virtual reservada para utilização por um processo.

Coluna

Memória - Bloco Paginado

Descrição

Quantidade de memória de kernel paginável alocada pelo kernel ou pelos controladores em nome de um processo. A memória paginável é memória que pode ser escrita noutro suporte de armazenamento, tal como o disco rígido.

Coluna

Memória - Bloco Não Paginado

Descrição

Quantidade de memória de kernel não paginável alocada pelo kernel ou pelos controladores em nome de um processo. A memória não paginável é memória que não pode ser escrita noutro suporte de armazenamento.

Coluna

Falhas de Paginação

Descrição

O número de falhas de paginação geradas por um processo desde que foi iniciado. Uma falha de paginação ocorre quando um processo acede a uma página de memória que não se encontra actualmente no respectivo conjunto de trabalho. Algumas falhas de paginação necessitam que o conteúdo seja obtido a partir do disco; outras podem ser resolvidas sem aceder ao disco.

Coluna

Delta de Falha de Paginação

Descrição

A alteração no número de falhas de página desde a última actualização.

Coluna

Prioridade Base

Descrição

Uma classificação de precedência que determina a ordem pela qual os threads de um processo são agendados.

Coluna

Identificadores

Descrição

O número de identificadores de objecto numa tabela de objectos de processo.

Coluna

Threads

Descrição

O número de threads em execução num processo.

Coluna

Objectos USER

Descrição

O número de objectos USER actualmente a serem utilizados pelo processo. Um objecto USER é um objector do Gestor de Janelas, que inclui janelas, menus, cursores, ícones, hooks, teclas de atalho, monitores, esquemas de teclado e outros objectos internos.

Coluna

Objectos GDI

Descrição

O número de objectos da biblioteca da GDI (Graphics Device Interface) de APIs (application programming interfaces) para dispositivos de saída de gráficos.

Coluna

Leituras de E/S

Descrição

O número de operações de leitura de entrada/saída geradas pelo processo, incluindo E/Ss de ficheiro, rede e dispositivo. As Leituras de E/S direccionadas para identificadores CONSOLE (objecto de entrada de consola) não são contadas.

Coluna

Escritas de E/S

Descrição

O número de operações de escrita de entrada/saída geradas pelo processo, incluindo E/Ss de ficheiro, rede e dispositivo. As Escritas de E/S direccionadas para identificadores CONSOLE (objecto de entrada de consola) não são contadas.

Coluna

Outras E/S

Descrição

O número de operações de entrada/saída geradas pelo processo, que não sejam de leitura nem de escrita, incluindo E/Ss de ficheiro, rede e dispositivo. Um exemplo deste tipo de operação é uma função de controlo. As operações Outras E/S direccionadas para identificadores CONSOLE (objecto de entrada de consola) não são contadas.

Coluna

Bytes de Leitura de E/S

Descrição

O número de bytes lidos em operações de entrada/saída geradas pelo processo, incluindo E/Ss de ficheiro, rede e dispositivo. Os Bytes de Leitura de E/S direccionados para identificadores CONSOLE (objecto de entrada de consola) não são contados.

Coluna

Bytes de Escrita de E/S

Descrição

O número de bytes escritos em operações de entrada/saída geradas pelo processo, incluindo E/Ss de ficheiro, rede e dispositivo. Os Bytes de Escrita de E/S direccionados para identificadores CONSOLE (objecto de entrada de consola) não são contados.

Coluna

Outros Bytes de E/S

Descrição

O número de bytes transferidos em operações de entrada/saída geradas pelo processo, que não sejam de leitura nem de escrita, incluindo E/Ss de ficheiro, rede e dispositivo. Um exemplo deste tipo de operação é uma função de controlo. Os Outros Bytes de E/S direccionados para identificadores CONSOLE (objecto de entrada de consola) não são contados.

Coluna

Nome do Caminho da Imagem

Descrição

A localização do processo no disco rígido.

Coluna

Linha de Comandos

Descrição

A linha de comandos completa especificada para criar o processo.

Coluna

Virtualização UAC (User Account Control)

Descrição

Identifica se a virtualização UAC (User Account Control) está activada, desactivada ou não permitida para este processo. A virtualização UAC redirecciona as falhas de escrita de registo e ficheiro para localizações por utilizador.

Coluna

Descrição

Descrição

A descrição do processo.

Coluna

Prevenção de Execução de Dados

Descrição

Se a prevenção de execução de dados está activada ou desactivada para este processo. Para obter mais informações, consulte O que é a Prevenção de Execução de Dados?