Acabar com o mistério do Windows de 64 bits

Se pretende comprar um novo computador, é provável que já tenha opções suficientes para considerar e que não se queira preocupar com as versões de 32 bits e de 64 bits do Windows 7.

Não é necessário ficar preocupado. Para a maioria das pessoas, não há muitos motivos para pensar nesta escolha ao comprar um computador. Isto é bom, porque muitas pessoas não compreendem a diferença de um PC com uma versão do Windows de 32 bits ou de 64 bits, e a versão que escolherem não fará grande diferença na maioria dos casos.

Alguns utilizadores avançados preferem uma versão de 64 bits do Windows. Isto não tem qualquer mistério. Um computador com uma versão de 64 bits do Windows pode utilizar mais memória, 4 GB (Gigabytes) ou mais, do que um PC com uma versão de 32 bits do Windows, que está limitada a cerca de 3,5 GB ou menos. (Mesmo que um PC tenha 4 GB ou mais de memória instalados, uma versão de 32 bits do Windows apenas pode utilizar cerca de 3,5 GB de memória.)

Com mais memória, pode manter mais ficheiros e programas abertos simultaneamente, sem reduzir o desempenho do computador. Mas, normalmente, ter mais que 3,5 GB disponíveis não é importante, excepto se pretender ter muitas aplicações abertas simultaneamente (mais informações mais abaixo).

Imagem do Sistema no painel de controlo
Pode consultar Sistema no Painel de Controlo para ver se o PC está a executar uma versão de 32 bits ou de 64 bits do Windows.

Diferenças reais versus diferenças de especificações

Como os preços diminuíram tanto nos últimos anos, muitos computadores novos têm 4 GB de memória, incluindo os modelos económicos. Muitos fabricantes começaram a instalar uma versão de 64 bits do Windows nos PC de forma predefinida para terem a certeza de que os consumidores podem utilizar toda a memória por que pagaram. Alguns até estão a fornecer todos os novos computadores com uma versão de 64 bits do Windows e fazem-no apesar de ser difícil avaliar a diferença entre um PC com 4 GB de memória e outro com 3,5 GB.

Nas condições reais de utilização quotidiana, é provável que a maioria das pessoas não note a diferença entre um computador que utiliza 3 GB de memória e outro que utiliza 6 GB. Então quem pode notar a diferença? Bem, se conhece alguém que mantém duas dúzias de mensagens de correio electrónico, uma dúzia de programas e meia dúzia de outros itens abertos ao mesmo tempo, enquanto está a reproduzir vídeos, então está a perceber a ideia.

Ter mais do que 4 GB de memória disponível pode aumentar a capacidade de resposta do computador se gosta de manter muitas aplicações em execução simultaneamente e raramente fecha alguma coisa.

Os jogadores exigentes de jogos para PC podem também estar interessados num PC que execute uma versão de 64 bits do Windows. Os jogos são alguns dos programas que utilizam mais intensamente o hardware de qualquer computador, com gráficos, som e capacidades de interacção sofisticados.

As edições da versão de 64 bits do Windows 7 Ultimate, Enterprise e Professional podem utilizar até 192 GB de memória (bastante mais do que até um utilizador avançado pode necessitar normalmente), tornando-as ideais para tarefas informáticas especializadas que requerem enormes quantidades de memória, tais como a composição de gráficos 3D.

A maioria do ganho de desempenho dos computadores a executar uma versão de 64 bits do Windows é devida a esta memória adicional, combinada com um eficiente processador de 64 bits que tenha capacidade para utilizar essa memória adicional.

Mas para a maioria das pessoas que apenas querem ter poucos programas abertos simultaneamente, 4 GB ou mais de memória não proporcionam quaisquer benefícios tangíveis em relação a um computador com 2 GB de memória e uma versão de 32 bits do Windows.

Nota

  • Os servidores, como os computadores utilizados para controlar Web sites ou grandes redes empresariais, podem beneficiar especialmente de mais memória. Mas os servidores têm o seu próprio sistema operativo eficiente, o Windows Server, que também inclui uma versão de 64 bits e pode utilizar ainda mais memória que o Windows 7.

Processadores de 32 bits versus processadores de 64 bits

Então o que é necessário para executar uma versão de 64 bits do Windows? Isto também não tem qualquer mistério. Necessita de um computador com um processador de 64 bits (também denominado um processador ou CPU x64).

Não é óbvio a partir dos nomes da maioria dos processadores saber se estes são de 64 bits ou de 32 bits. Se quiser verificar, pode consultar o fabricante ou a loja que vende o computador.

Se estiver a comprar um novo computador com o Windows 7, é muito provável que inclua um processador de 64 bits, ainda que não tenha uma versão de 64 bits do Windows 7. É aqui que as coisas ficam um pouco confusas. Os computadores com um processador de 64 bits podem executar correctamente tanto uma versão de 32 bits como uma versão de 64 bits do Windows. Assim, não é muito importante saber qual é a versão do Windows instalada na maioria dos PC com um processador de 64 bits, excepto se for necessário utilizar mais do que 3,5 GB de memória.

Para saber se o seu PC actual tem capacidade para executar uma versão de 64 bits do Windows, transfira e instale as Recomendações de Actualização do Windows 7 a partir da página Web Recomendações de Actualização do Windows 7. Este programa analisará o computador, criará um relatório a informar se o PC pode executar o Windows 7 e listará todos os problemas de compatibilidade conhecidos, incluindo informações sobre se é possível executar a versão de 64 bits do Windows 7. Para mais informações, consulte Windows de 32 bits e 64 bits: perguntas mais frequentes.

Obter uma versão de 64 bits do Windows com um novo computador

Não há qualquer dificuldade em fazer uma actualização para uma versão de 64 bits do Windows. Não é possível efectuar uma actualização de uma versão de 32 bits do Windows para uma versão de 64 bits. Para instalar uma versão de 64 bits do Windows num computador que esteja a executar uma versão de 32 bits, tem de fazer uma instalação de raiz, que formata o disco rígido e apaga todos os seus ficheiros e programas.

É por isso que a maioria das pessoas que têm uma versão de 64 bits do Windows a obtiveram quando compraram um novo computador. (Se pretende instalar uma versão de 64 bits do Windows num computador que esteja a executar uma versão de 32 bits, certifique-se de que faz em primeiro lugar uma cópia de segurança de todos os seus ficheiros e outras informações. Também terá de reinstalar manualmente os seus programas.)

E quanto é que custa? Os processadores de 64 bits são mais caros do que os processadores de 32 bits? Actualmente, nem por isso, ainda que no passado o fossem; no entanto, poderá encontrar alguns computadores com um processador de 64 bits que são mais caros. O motivo mais comum para este aumento de preço é a memória adicional. Se um computador com um processador de 64 bits tem mais memória, então pode ser mais caro do que um computador com um processador de 32 bits que tem menos memória.

O Windows não aumenta o custo, uma vez que as versões de 32 bits e de 64 bits do Windows custam o mesmo.

Como saber se tem uma versão 32 bits ou de 64 bits do Windows

E se não está a contar comprar um novo PC e pretende saber se o seu computador está a executar uma versão de 64 bits ou 32 bits do Windows? Uma vez que ambas as versões têm um aspecto idêntico, tem de saber onde procurar. A forma mais fácil de saber é consultando o Sistema no Painel de Controlo.

Para o fazer, clique no botão IniciarImagem do botão Iniciar, clique em Painel de Controlo, escreva Sistema na caixa de pesquisa e, em seguida, clique em Sistema. Em Sistema, ao lado de Tipo de sistema, pode ver se o PC está a executar um sistema operativo de 32 bits ou de 64 bits.

Controladores e programas de 32 bits versus controladores e programas de 64 bits

Se o computador estiver a executar uma versão de 64 bits do Windows, é necessário um controlador de 64 bits para cada componente de hardware instalado no PC ou ligado ao mesmo. Por exemplo, se tiver uma impressora que apenas tem um controlador de 32 bits disponível, não a conseguirá instalar numa versão de 64 bits do Windows. Mas as boas notícias são que existem dezenas de milhares de dispositivos disponíveis actualmente com controladores de 64 bits, que o Windows pode localizar e instalar automaticamente para si.

Para que os fabricantes de hardware possam obter o logótipo "Compatível com o Windows 7", o hardware tem de ter controladores para as versões de 32 bits e de 64 bits do Windows. Se vir este logótipo, não tem de se preocupar se o hardware funcionará com a versão de 64 bits do Windows.

Ao contrário dos controladores, a maioria dos programas concebidos para computadores a executar uma versão de 32 bits do Windows funcionarão bem num computador a executar uma versão de 64 bits do Windows. (As excepções mais relevantes são os programas antivírus.) Contudo, a maioria dos programas, concebida especificamente para uma versão de 64 bits do Windows, será executada mais rapidamente, especialmente se envolver tarefas intensivas como a edição de vídeo de alta definição ou a execução de uma base de dados grande.

Pode verificar a disponibilidade de controladores e programas de 64 bits online no novo Centro de Compatibilidade Windows 7. Isto pode ser útil, por exemplo, se estiver a pensar comprar uma nova impressora, e pretender ter a certeza de que está disponível um controlador de 64 bits antes de a adquirir, ou se quiser saber se existe uma versão de 64 bits dos seus programas favoritos.

O Centro de Compatibilidade Windows Vista também lista a disponibilidade de controladores de 64 bits para milhares de produtos de hardware e informa se existe uma versão de 64 bits disponível para milhares de programas.

Existem outras questões que é necessário considerar ao instalar hardware e programas numa versão de 64 bits do Windows. Para mais informações, consulte Noções sobre hardware e software para as versões de 64 bits do Windows.

Mistério resolvido

Agora que já resolveu o mistério do Windows de 64 bits, pode constatar que a informática de 64 bits não é na realidade nenhum mistério. Nem esta questão tem de ser um dilema para a maioria dos utilizadores de computadores.

Se já tiver um PC com um processador de 64 bits ou estiver a pensar comprar um, o factor chave é escolher a versão do Windows adequada para a sua forma de trabalhar e divertir-se. Na maioria dos casos, não será importante se se trata de uma versão de 32 bits ou de 64 bits.